Privatização da Petrobrás está prevista para 2021

A programação para a privatização da Eletrobras foi adiada de outubro de 2020 para o 2º semestre de 2021. A informação foi divulgada nesta 4ª feira (22.abr.2020) pelo secretário da Desestatização e Desinvestimento, Salim Mattar. Eis a íntegra (3 mb)

© Fornecido por Poder360

Segundo ele, “não há clima neste momento” para a venda de participações do governo devido à pandemia de coronavírus, que derrubou o preço dos ativos da União. Com isso, admite que o governo não irá mais atingir a meta de arrecadar R$ 150 bilhões com a venda de estatais em 2020.

A expectativa era reduzir de 627 para 327 o número de companhias em que a União tem participação. Só com a venda da Eletrobras, 210 empresas seriam vendidas. “Sabemos que a meta não será atingida e talvez até o final do ano não poderemos vender mais nada.”


Ele disse ainda que trabalha para que ao menos o projeto de lei de venda da Eletrobras seja votado em 2020 pela Câmara. “Depois dessa crise, os deputados estarão muito mais sensíveis”, falou.

A estatal tem papel relevante na geração e transmissão de energia elétrica no Brasil. Foi fundada oficialmente em 1962. As 227 usinas da empresa correspondem a 1/3 da capacidade de geração instalada no país. A produção é responsável por atender cerca de 3 milhões de lares.


Fonte: https://www.msn.com/pt-br/dinheiro/economia-e-negocios/governo-adia-privatiza%C3%A7%C3%A3o-da-eletrobras-para-o-2%C2%BA-trimestre-de-2021/ar-BB133n2P?li=AAvYtnX

0 visualização